• Redação

Grael se reúne com a ONU e garante que governos locais estão agindo em prol do meio ambiente

Prefeito disse que município vai oferecer minicursos sobre o Educação Climática para os alunos da rede municipal.


Foto: Divulgação

O prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT), se reuniu, na manhã da última quinta-feira (11), com o secretário geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, e mais oito prefeitos de vários países do mundo. O encontro aconteceu na COP26, em Glasgow (Escócia), onde líderes mundiais discutem como combater mudanças climáticas. Vice-presidente de ODS da (Frente Nacional de Prefeitos), Grael está representando os mandatários municipais brasileiros e tentando mostrar que os governos locais do país estão preocupados com as mudanças climáticas, engajados e dispostos a implementar em defesa dos ecossistemas.

"Na escala local existem importantes ações sendo realizadas. É fundamental que isso fique muito claro: nós, brasileiros, estamos preocupados e engajados. As cidades estão assumindo a liderança neste tema tão importante", disse Axel Grael durante a reunião que também contou com os prefeitos de Londres (Reino Unido), Austin (Estados Unidos), Istambul (Turquia), Kuala Lumpur (Malásia), Poitiers (França), Libreville (Gabão) e Turku (Finlândia), além de Maimunah Sharif (ONU Habitat). Niterói, município administrado por Axel, é conhecido por ser exemplo de compromisso com as questões ambientais.

A prefeitura de Niterói tem dezenas de ações voltadas para o combate às mudanças climáticas. Lá mesmo em Glasgow, o prefeito anunciou que a prefeitura vai oferecer minicursos sobre o Educação Climática para os alunos da rede municipal.

Avanços em Niterói


Niterói criou, em fevereiro deste ano, a primeira Secretaria Municipal do Clima do Brasil, além de ter assinado, no início de agosto, o pacto “Race To Zero”, uma iniciativa da Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP26) para zerar a emissão líquida de gases do efeito estufa até 2050. A Prefeitura desenvolve projetos voltados para educação ambiental, preservação de parques e florestas, recuperação da Lagoa de Piratininga, iniciativas de reflorestamento, controle da emissão de gases do efeito estufa, saneamento, mobilidade, entre outros.

O desafio de melhorar a qualidade do ar, urgente em todo mundo, está sendo enfrentado em Niterói, com as diretrizes do novo Plano Diretor e do Plano de Mobilidade, e com projetos estruturantes voltados para a mobilidade sustentável, a expansão do transporte público e o fortalecimento da mobilidade ativa. O município iniciou em setembro uma fase de testes operacionais com um ônibus elétrico circulando pela cidade. A Prefeitura prevê substituir 10% da frota de ônibus movidos a óleo diesel por veículos elétricos com zero emissões. Cada veículo deixará de emitir 115 toneladas de gases por ano. Niterói também triplicou a sua rede cicloviária, nos últimos sete anos. Atualmente, a cidade conta com uma malha cicloviária de 45 quilômetros. Com a implantação do sistema cicloviário da Região Oceânica, que está em andamento, o município vai ultrapassar os 100 quilômetros de rede cicloviária.


Use #GazetaConectada

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png