Covid-19: Seringas para início da vacinação no Estado do Rio saíram de Niterói

Megaoperação vai levar mais de 5 milhões de seringas para 92 municípios do Estado

Mais de 5 milhões de seringas vão ser distribuídas. Foto: Reprodução

A distribuição de agulhas e seringas que vão ser utilizadas na fase inicial de imunização contra a Covid-19, no Estado do Rio de Janeiro, começou a ser realizada neste sábado (16). Os insumos saíram da Central Geral de Abastecimento, em Niterói, e a previsão é que chegue no máximo em quatro dias para os 92 municípios do Estado. A megaoperação vai levar 5,5 milhões de seringas descartáveis de 3 ml com agulha para todos os municípios.


De Niterói, saíram 17 comboios da Polícia Militar para as demais cidades. Para o deslocamento das caixas, o governo do Rio montou uma operação com escolta da polícia, monitoramento por câmeras e até uso de aeronaves do estado. E, também vai contar com o apoio da Secretaria de Estado de Polícia Militar, que vai ajudar na escolta dos comboios, além da ajuda do Viagem Segura, que faz o policiamento que cobre as rodovias estaduais e federais. Cerca de cem policiais vão participar diariamente da ação, que será monitorada pelo Centro Integrado de Comando e Controle.


O Secretário de Saúde, Carlos Alberto Chaves, afirmou que a distribuição de seringas é mais um importante passo para a imunização de toda a população.

"A Secretaria de Saúde já tem em sua rotina as vacinações pelo SUS e histórico de grandes campanhas de imunização. Estamos preparados para dar início à vacinação. A distribuição das seringas é mais um passo desse processo para garantir que toda a população do Estado seja vacinada", ressaltou o secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves.


PLANO DE IMUNIZAÇÃO


A SES vai seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde (MS), que prevê a distribuição de vacinas contra Covid-19 para todos os estados do país. O PNI Acontecerá inicialmente em quatro fases, obedecendo a critérios logísticos de Recebimento e distribuição das doses.

FASES

A primeira fase prioriza os trabalhadores da saúde, a população idosa a partir de 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena;


  • A segunda fase inclui pessoas de 60 a 74 anos;

  • A terceira fase prevê a vacinação de pessoas com comorbidades e, por isso, maior risco de agravamento da doença (como portadores de doenças renais crônicas e cardiovasculares);

  • A quarta fase abrangerá professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.

DADOS DE COVID EM NITERÓI


De acordo com a prefeitura de Niterói, a cidade tem 25805 casos de coronavírus confirmados. Ao todo, são 24700 pessoas curadas, 176 em isolamento, 240 hospitalizadas e 689 óbitos desde o início da pandemia.


Use #GazetaConectada

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png