• Amanda de Oliveira

Covid-19: Ocupação de leitos públicos em Niterói é a menor desde março

UTIs da rede pública de saúde ocupadas representam menos de 60% do total.


A taxa de ocupação de leitos destinados ao tratamento contra a Covid-19 na rede hospitalar pública de Niterói é a menor registrada desde março deste ano. Mesmo com a melhora significativa, a cidade ainda mantém o estágio de alerta, em bandeira amarela, além de algumas medidas restritivas.

Quadro pode mostrar recuperação da terceira onda do coronavírus. Foto: Divulgação/Prefeitura de Niterói

Leia mais: Ocupação de leitos na rede privada de Niterói e SG é a menor em três meses


De acordo com o painel de monitoramento da Secretaria Estadual de Saúde, os registros mais recentes do municípios, referentes a essa quarta-feira (16), o total de 58% de ocupação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) da rede pública do município. A porcentagem de quartos de enfermaria ocupados é ainda menor, com apenas 43% registrado.


Os dados do painel, baseados nos boletins informados por Niterói, mostram que no total a cidade disponibiliza 123 leitos de UTI e 80 quartos de enfermaria. Desse quantitativo, a Secretaria de Saúde tem registrado que 71 leitos e 34 quartos estão ocupados atualmente.


Queda na ocupação


Segundo os dados do painel de acompanhamento da Covid-19 mantido pela Prefeitura de Niterói, a taxa de ocupação de leitos esteve em alta por cerca de três meses seguidos. Conforme os registros, a porcentagem de UTIs ocupadas não esteve abaixo dos 60% desde o dia 8 de março, quando marcava o mesmo número registrado atualmente (58%).


Já em relação aos quartos de enfermaria, a cidade só contou com uma taxa menor que a divulgada nesta quinta-feira (43%) no dia 20 de março, quando os dados apontavam 40% de ocupação.


Use #GazetaConectada


📌 Acompanhe a Gazeta Conectada nas redes sociais!


👉 Siga a Gazeta Conectada no Facebook

👉 Siga a Gazeta Conectada no Instagram

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png