• Redação

Covid-19: Niterói reduz de 12 para 8 semanas o intervalo entre a 1ª e 2ª doses

A dose de reforço em idosos também teve antecipação, de seis para três meses após a segunda aplicação.

Objetivo é acelerar o calendário para vacinar o maior número de moradores. Foto: Divulgação/PMN

A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói fez novos ajustes no calendário de vacinação contra a Covid-19. A partir da próxima terça-feira (28), o intervalo entre a primeira dose e a segunda aplicação será reduzido para oito semanas. A dose de reforço passará a ser aplicada em maiores de 70 anos com intervalo de apenas três meses após a imunização completa. O objetivo é acelerar o calendário para vacinar o maior número de moradores e garantir boa cobertura vacinal no município. A antecipação foi autorizada pelo Ministério da Saúde.


Para vacinas como a Pfizer e AstraZeneca, a recomendação vinha sendo para se respeitar o intervalo de 12 semanas entre a aplicação da primeira e da segunda dose. Mas o surgimento de variantes da Covid-19 com maior poder de transmissão, como a Delta, levou as autoridades sanitárias a mudar a estratégia de combate à doença, acelerando a imunização da população. Em Niterói, mais de 75% dos adultos já estão com o esquema vacinal completo.


“Estamos nos aproximando da conclusão do trabalho de vacinação contra a Covid-19 em Niterói, aplicando as segundas doses e as doses de reforço nos públicos que precisam. Mas a batalha ainda não terminou. É importante mantermos os cuidados, continuarmos usando máscara e evitarmos aglomerações. Não deixe de tomar a sua vacina para passarmos por esse momento e entrarmos na retomada, que é tão aguardada”, pontuou o prefeito Axel Grael.


O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, ressaltou que nas últimas semanas foi possível observar na cidade uma redução do número de casos de Covid-19 e também das taxas de internação e mortalidade.


“Estes resultados se devem às ações da Prefeitura, que foram adotadas no momento certo, e também à demonstração de cidadania dos niteroienses que, ao longo desse período, têm marcado o enfrentamento da pandemia na cidade com a adesão à vacinação”, disse.


No caso da dose de reforço, a redução do intervalo de seis meses para três meses da segunda dose vai permitir que todos os maiores de 70 anos fiquem imunes nas próximas semanas. Para receber a dose de reforço, os idosos devem comparecer a um dos nove postos de vacinação disponíveis munidos de comprovantes da primeira e da segunda dose recebidas, documento de identidade e comprovante de residência em Niterói.


A dose de reforço também está sendo aplicada em pessoas com alto grau de imunossupressão, de qualquer idade, que tenham tomado a segunda dose há pelo menos 28 dias. De acordo com a lista divulgada pelo Ministério da Saúde, poderão se vacinar pessoas com imunodeficiência primária grave, quimioterapia para câncer, transplantados de órgão sólido ou de células tronco. Para esse grupo, será necessário apresentar documento de identidade, CPF, comprovante de residência e de vacinação, laudo médico ou receita médica.


Confira o calendário com a antecipação:


  • 27, 28, 29 de setembro – a partir de 80 anos

  • 30 de setembro – a partir de 79 anos

  • 1º de outubro – a partir de 78 anos

  • 2 de outubro – Não haverá vacinação Covid – dia D da campanha de multivacinação

  • 4 de outubro – a partir de 77 anos

  • 5 de outubro - a partir de 76 anos

  • 6 de outubro - a partir de 75 anos

  • 7 de outubro - a partir de 74 anos

  • 8 de outubro - a partir de 73 anos

  • 9 de outubro - REPESCAGEM

  • 11 de outubro - a partir de 72 anos

  • 12 de outubro - FERIADO - Não haverá vacinação

  • 13 de outubro - a partir de 71 anos

  • 14 de outubro - a partir de 70 anos

  • 15, 16, 17 de outubro - REPESCAGEM


Use #GazetaConectada


📌 Acompanhe a Gazeta Conectada nas redes sociais!


👉 Siga a Gazeta Conectada no Facebook

👉 Siga a Gazeta Conectada no Instagram

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png