• Romulo Cunha

Covid-19: festa causa aglomeração em casa de shows de Itaboraí

Apesar de liberadas, boates precisam seguir protocolos sanitários determinados pela prefeitura, algo que não foi cumprido.

Os presentes não respeitaram medidas como uso de máscaras e distanciamento social. Foto: Reprodução

A noite do último sábado (28) chamou a atenção da população de Itaboraí, que se questionou quanto às medidas sanitárias impostas pelo município para conter o avanço do novo coronavírus. Um evento em uma casa de shows no bairro de Santo Expedido descumpriu todas as recomendações sempre reforçadas ao longo da pandemia no combate à Covid-19: distanciamento social, uso de máscaras e espaços com capacidade reduzida ao público.


O que se viu no evento foi um espaço de festas lotado, com muita aglomeração, pessoas sem máscaras de proteção e a sensação de que "a vida normal voltou". Um vídeo divulgado nas redes sociais por frequentadores mostrou que o evento não seguiu nenhum protocolo e estava com a lotação máxima da boate.


Apesar de liberadas, as casas de shows precisam cumprir protocolos impostos pela prefeitura, dentre eles o limite de 1/3 (um terço) da capacidade total do local. Em um cartaz de divulgação do show algumas das regras para o funcionamento chegaram a ser citadas, como o respeito ao limite de 1/3 da capacidade do local e o distanciamento de 1 metro e meio entre "mesas". No entanto, as imagens dizem o contrário.


O vídeo divulgado não mostra mesas no local e é possível ver a pista de dança lotada, com pessoas espremidas, sem máscaras e nenhum distanciamento. O evento ainda contou com a participação de quatro atrações, sendo dois DJs, um rapper e um grupo de pagode. A casa de show possui a capacidade de 2800 espectadores.


Procurada pela reportagem da Gazeta Conectada, a casa de shows ainda não retornou contato.

O que diz a prefeitura?


Em resposta ao contato da equipe de reportagem, a prefeitura de Itaboraí informou apenas que o município atualmente está em bandeira amarela. Segundo o órgão, apesar de liberadas, as casas de shows precisam respeitar a presença máxima de apenas 1/3 (um terço) de sua capacidade total, o uso obrigatório de máscaras, a disponibilização de álcool em gel, o distanciamento social entre os presentes e a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) pelos colaboradores do evento.


Apesar do vídeo não mostrar nenhum exemplo de fiscalização, a prefeitura ressaltou que a Guarda Municipal, agentes da Vigilância Sanitária e os fiscais da Postura prosseguem realizando operações no município diariamente. Em resposta às denúncias sobre o show, o órgão informou que enviará uma equipe da Vigilância Sanitária para o estabelecimento em busca de reiterar as restrições e recomendações contra o coronavírus.


Como denunciar


A prefeitura de Itaboraí, junto a Guarda Municipal, disponibiliza o telefone 153, que funciona 24h para que o cidadão possa denunciar, de forma anônima, aglomerações pela cidade. O órgão pede a colaboração da população para seguir as restrições em favor da preservação da vida e da contenção da propagação da doença.


Covid-19


Em boletim divulgado na última segunda-feira (30), a Secretaria Municipal de Saúde de Itaboraí informou que o município possui risco baixo de contágio de Covid-19, tendo registrado até essa data 60.309 notificações. Foram confirmados até o momento 17.690 casos positivos de Covid-19 e 199 estão em investigação. O município também já descartou 17.684 casos prováveis, mas, ainda sim, 843 óbitos foram registrados.


Use #GazetaConectada


📌 Acompanhe a Gazeta Conectada nas redes sociais!


👉 Siga a Gazeta Conectada no Facebook


👉 Siga a Gazeta Conectada no Instagram

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png