• Gazeta Conectada

Cirurgias eletivas são suspensas no Rio por causa da pandemia

Serão atendidos casos de urgência, oncológicos e cardiovasculares


Medida foi publicada no Diário Oficial do município. Foto: Itamar Crispim/Fiocruz

Diante do aumento de casos de covid-19 na cidade, a prefeitura do Rio de Janeiro suspendeu, por tempo indeterminado, a realização de cirurgias eletivas na rede municipal de saúde. A medida entrou em vigor no dia 10 de dezembro, mas só foi publicada nesta sexta-feira (18) no Diário Oficial do município. Estão mantidos procedimentos de urgência e emergência e os relativos a tratamentos oncológicos e cardiovasculares.


De acordo com a resolução da Secretaria Municipal de Saúde, “os recursos humanos e materiais que serão liberados em razão da suspensão das cirurgias eletivas deverão ser direcionados para o enfrentamento da emergência de saúde pública em razão da pandemia de covid-19. Durante o período de vigência, não serão consideradas as metas contratuais de cirurgias eletivas.”


As cirurgias eletivas foram suspensas na rede municipal do Rio de Janeiro em março, quando houve a necessidade de direcionar o atendimento aos casos de covid-19. A retomada dos procedimentos ocorreu no dia 18 de junho, quando o município passava pelo pico da pandemia, com cerca de mil novos casos 90 óbitos por dia na média móvel.


Agora, em dezembro, a cidade do Rio de Janeiro tem registrado mais de 900 casos e 40 óbitos por dia na média móvel, segundo os dados do Monitora Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Desde o início da pandemia, o município registrou poucas vezes menos de 300 casos novos por dia e menos de 30 óbitos.


Use #GazetaConectada

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png