• Gazeta Conectada

Brasil registra superávit de US$7,4 bilhões em junho

Consumo de produtos exportados cai no país


Atualizado: 18:47

Brasil registra recorde na balança comercial de US$7,4

O Ministério da Economia divulgou nesta quarta-feira (1º) as informações da balança comercial do Brasil, que registrou um superávit US$ 7,4 bi em junho. Esse é o maior registro para o mês em toda a série histórica, que começou a ser medida em 1989. De acordo com o Ministério, esse número é por conta das exportações, basicamente de commodities para o exterior, e pela queda de importações, devido ao menor consumo interno.


Devido as mudanças causadas pela pandemia de Covid-19, levando a população ao isolamento, muitos serviços e produtos deixaram de ser consumidos, como por exemplos produtos manufaturados chineses. Porém a população chinesa não deixou de consumir os gêneros alimentícios exportados pelo Brasil. Assim vendemos muito mais para os nossos parceiros comerciais, que compramos deles.


Os produtos que mais vendemos para o mundo foram os do setor agropecuário, que registram uma alta de 29,7%, se compararmos ao mesmo período do ano passado.


MUDANÇAS NA EXPORTAÇÕES


A forma como a nossas exportações eram antes da crise também mudaram muito. Nos primeiros seis meses deste ano a China nossa principal parceira comercial, comprou basicamente commodities e teve um aumento de cerca de 15%. Já Argentina e Estados Unidos, onde vendemos produtos de maior valor agregado, ocorreu um recuou de 28,1% e 31,6% respectivamente. Já oriente médio onde temos uma pauta de produtos um pouco mais variados que a China, onde temos produtos semimanufaturados também registrou uma queda de 29,7%.


COMO FICA O PIB


Para o Boletim Focus divulgado pelo Banco Central Brasileiro todas as segundas-feiras com as expectativas econômicas do mercado o Produto Interno Bruto PIB, projeta uma queda para esse ano de 6,54%. Já o Fundo Monetário Internacional o FMI projeta uma queda de 9,1% do produto interno.


PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png