• Redação

Bolsonaro veta distribuição gratuita de absorventes higiênicos

Decisão foi publicada na manhã desta quinta-feira (7) no Diário Oficial da União; presidente diz que produto não atende o princípio de universalidade.


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetou, nesta quinta-feira (7), a distribuição gratuita de absorventes higiênicos para estudantes de baixa renda de escolas públicas, mulheres em situação de vulnerabilidade social, além das presidiárias. A decisão foi publicado nesta manhã no Diário Oficial da União.


De acordo com Bolsonaro, o item foi vetado pelo mesmo não constar na lista de medicamentos essenciais do Sistema Único de Saúde (SUS), o que, segundo o presidente, não atende o princípio de universalidade, ao realizar um comparativo com beneficiárias específicas do produto.

Foto: Divulgação

Embora tenha vetado a distribuição dos absorventes, o presidente manteve a obrigação do Poder Público em promover campanhas informativas sobre a saúde menstrual, além de autorizar profissionais gestores da área da educação a realizar gastos necessários para atendimentos e cuidados, conforme prevê a Lei.


Com a decisão do veto realizada por Bolsonaro, o Congresso terá, a partir de hoje, 30 dias para manter ou derrubar o veto presidencial.


Use #GazetaConectada


📌 Acompanhe a Gazeta Conectada nas redes sociais!


👉 Siga a Gazeta Conectada no Facebook

👉 Siga a Gazeta Conectada no Instagram

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png