• Amanda de Oliveira

Anvisa vota por liberação das vacinas Sputnik V e Covaxin

Número de doses será controlado por condicionantes; uso pode ser suspenso em caso de reprovação nos pedidos de uso emergencial.


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) votou a favor da importação excepcional e temporária das vacinas Sputnik V, fabricada na Rússia, e Covaxin, feita na Índia, nesta sexta-feira (4). A votação contou com cinco integrantes da diretoria da Anvisa e os pedidos passaram por quatro votos contra um.

Liberação veio com condições de uso/ Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Leia mais: Maricá protocola novo pedido de importação da vacina Sputnik V


Durante a reunião, o relator dos pedidos, Alex Machado Campos, afirmou entender a necessidade de uso dos imunizantes, porém de maneira controlada e com diversas condicionantes para aplicação. Uma das condições determina que a importação da Sputnik V seja equivalente a apenas 1% da população de cada estado solicitante.


Além disso, apenas vacinas fabricadas em locais inspecionados pela Anvisa devem ser utilizadas e a aplicação deve ser feita apenas em maiores de 18 anos e menores de 60 anos. De acordo com o relatado na votação, o uso em gestantes e pessoas com comorbidades não foi aconselhado.


A Anvisa também alertou que qualquer evento adverso que aconteça com as pessoas imunizadas deve ser comunicado diretamente e um termo de compromisso será assinado pela diretoria colegiada e pelos solicitantes. A imunização com as vacinas deve ainda ser suspensa caso alguma delas seja reprovada no pedido de uso emergencial.


Divisão de doses


Na reunião de votação, foi explicado que o pedido do governo federal se referia a importar 20 milhões de doses da Covaxin, mas apenas 4 milhões foram autorizados para importação. Já em relação a Sputnik V, os 1% autorizados para serem importados equivalem a diferentes quantidades para cada estado. Confira abaixo:


  • Bahia - 300 mil doses;

  • Maranhão - 141 mil doses;

  • Sergipe - 46 mil doses;

  • Ceará - 183 mil doses;

  • Pernambuco - 192 mil doses;

  • Piauí - 66 mil doses.


Apesar dos pedidos de importação feitos também por Maricá e Niterói, nenhum dos municípios foi citado durante a reunião.


Use #GazetaConectada 📌 Acompanhe a Gazeta Conectada nas redes sociais! 👉 Siga a Gazeta Conectada no Facebook 👉 Siga a Gazeta Conectada no Instagram

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png