• Amanda de Oliveira

Anvisa inicia votação para liberação da vacina Sputnik V; Maricá acompanha

Atualizado: 4 de jun. de 2021

Autorização de importação da Covaxin também é decidido hoje.


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) iniciou, nesta sexta-feira (4), a votação dos pedidos de autorização de importação excepcional das vacinas Sputnik V, produzida na Rússia, e Covaxin, produzida na Índia. A reunião iniciou às 14h.


Este é o segundo pedido analisado pela Anvisa para os dois imunizantes. A primeira tentativa de liberação foi negada anteriormente pela agência. No caso da vacina russa Sputnik V, isso aconteceu de maneira unânime, no dia 26 de abril, com base em falhas no protocolo de estudos clínicos. Já a Covaxin, foi negada em março deste ano por falta de uma certificação de boas práticas.

Pedidos das duas vacinas já foram negados antes/ Foto: Divulgação

Leia mais: Maricá protocola novo pedido de importação da vacina Sputnik V


Alguns municípios, como Maricá e Niterói, já haviam feito um acordo para adquirir doses da vacina russa enquanto aguardavam pela liberação. Diante da reunião de hoje, o prefeito de Maricá, Fabiano Horta, se manifestou nas redes sociais e disse que os "olhos e corações" da cidade estão voltados para o resultado da votação.

Maricá espera a liberação para concluir a vacinação de toda a população prevista, como já mencionou anteriormente o prefeito Fabiano Horta. Ao todo, o município esperava importar 400 mil doses do imunizante, quantitativo que garantiria a conclusão da vacinação de todos os maricaenses.


A decisão da Anvisa deve ser concluída ainda na tarde desta sexta-feira, após votação realizada pelos membros da agência durante reunião.


Use #GazetaConectada 📌 Acompanhe a Gazeta Conectada nas redes sociais! 👉 Siga a Gazeta Conectada no Facebook 👉 Siga a Gazeta Conectada no Instagram

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png