• Romulo Cunha

ANP aponta aumento de 1,5% no preço do gás de cozinha e de mais 0,2% na gasolina

Preço médio nacional do botijão na semana dos dias 12 a 18 de setembro ficou em R$ 98,33.

Produto sofreu aumento em relação à semanas anteriores. Foto: Fernando Curty

O preço do gás de cozinha aumentou durante avaliação da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizada na última semana. Segundo dados publicados no último sábado (19), o gás de cozinha registrou um aumento de 1,5%.


A alta já atingiu 5% só nas últimas semanas. O feito ocorreu mesmo sem a Petrobrás elevar o preço do produto em suas refinarias desde o início de julho. A justificativa para a elevação se deve a um aumento de 7% feito pelas distribuidoras por causa do conflito salarial da categoria em setembro.


De acordo com a ANP, o preço médio nacional do botijão na semana dos dias 12 a 18 de setembro ficou em R$ 98,33. O mais caro atingiu a marca de R$ 130,00 no Centro-Oeste e o mais barato foi encontrado no Nordeste com o preço de R$ 75,00.


Gasolina sofre alta de 0,2%


A gasolina também sofreu uma alta nos preços, apontando um valor médio de R$ 6,076 pelo litro do combustível. O produto aumentou 0,2% em relação a semana anterior. Segundo a ANP, o estado do Rio de Janeiro registrou o maior valor no país, com o litro d a gasolina custando o preço de R$ 7,199.


De acordo com dados da ANP sobre os dias 12 a 18 de setembro, a cidade de Niterói apontou um preço médio de R$ 6,569, sendo o menor preço registrado em um posto na Alameda São Boaventura, localizado no Fonseca (R$ 6,289), e o maior no bairro de São Francisco (R$ 6,999).


Em Maricá, o preço médio marcou a taxa de R$ 6,549. O menor preço, que a pesquisa apontou está no bairro de Itapeba, com R$ 6,399 pelo litro. O maior está em um posto em Inoã, custando cerca de R$ 6,999.


Já em São Gonçalo, o preço médio da gasolina comum ficou em R$ 6,522. O menor entre as três cidades. O local mais caro está localizado no bairro do Gradim, custando R$ 6,999, e o mais barato está em Tribobó: R$ 6,299.


Só no mês de setembro, o combustível já subiu o equivalente à 1,6%. O último aumento da Petrobras foi registrado em 12 de agosto.


Use #GazetaConectada


📌 Acompanhe a Gazeta Conectada nas redes sociais!


👉 Siga a Gazeta Conectada no Facebook

👉 Siga a Gazeta Conectada no Instagram

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png