• Redação

Acusado de matar jovem em shopping center de Niterói vai a júri popular

Vitórya Melissa Motta, de 22 anos, foi morta a facadas na praça de alimentação do centro comercial no dia 2 de junho.


Autor do crime foi preso em flagrante pouco depois do ato. Foto: Reprodução

O juízo da 3ª Vara Criminal de Niterói decidiu, em julgamento realizado nessa segunda-feira (3), que o homem acusado de matar a jovem Vitórya Melissa Mota, de 22 anos, será submetido a júri popular pelo crime de feminicídio. Vitórya foi morta a facadas no dia 2 de junho, na praça de alimentação de um shopping center no Centro de Niterói. A sentença de pronúncia foi proferida pela juíza Nearis dos Santos Arce ao término da audiência de instrução e julgamento.


O acusado e Vitórya frequentavam a mesma turma de um curso técnico de enfermagem, no Senac, no Centro de Niterói. Segundo depoimentos de amigos de turma da Vitórya, o homem “nutria um amor não correspondido” pela jovem.


Na decisão, a juíza também determinou que o réu continue preso como garantia da ordem pública.


Durante a audiência, prestaram depoimento sete testemunhas relacionadas pelo Ministério Público do Rio, e outras seis, indicadas pela defesa do acusado, além de Márcia Maria Mota, mãe de Vitórya, como testemunha do juízo.


Orientado por suas advogadas, o acusado exerceu seu direito constitucional de permanecer em silêncio no momento de ser interrogado. Após o anúncio da sentença de pronúncia, o Ministério Público e a defesa do réu informaram que não irão recorrer da decisão.


Relembre o caso


Vitórya era estudante em um curso técnico de enfermagem do município. Foto: Redes Sociais

Vitórya Melissa morreu após ser esfaqueada por um homem dentro de um shopping, no Centro de Niterói, no dia 2 de junho. O autor do crime foi preso em flagrante por policiais que estavam no centro comercial. A jovem foi atendida pelo Corpo de Bombeiros ainda no local e chegou a ser levada para o hospital, mas chegou à unidade sem vida.


Testemunhas afirmam que a jovem estaria lanchando no local e o rapaz, por ser conhecido dela, conseguiu se aproximar sem levantar suspeitas, até surpreender Vitórya com o ataque.


O velório da jovem foi realizado no Cemitério Maruí, no Barreto, na Zona Norte de Niterói, no dia 3 de junho. A cerimônia reuniu familiares e amigos para a última despedida.


Use #GazetaConectada

PUBLICIDADE

Stories Restaurante de Sushi - Propaganda.png